Mercado de Alimentos e Bebidas: a saída da crise e a retomada do crescimento

Você está em busca de uma oportunidade de negócio, mas não sabe qual o melhor mercado para investir?

Neste artigo, vamos lhe mostrar um mercado promissor e rentável para você.

Logo após dois anos de recessão econômica, o Brasil iniciou a sua recuperação em 2017.

Como resultado, a queda da inflação no ano passado e a supersafra agrícola, permitiram uma redução dos preços dos alimentos, levando ao aumento do consumo em vários setores da economia.

Vamos conhecer um pouco o Mercado de Alimentos e Bebidas.

 

O Mercado de Alimentos em Números

O mercado de alimentos e o mercado de bebidas mostrou um crescimento de 4,6%, atingindo a cifra de R$ 642 bilhões.

Com efeito, os ganhos no setor correspondem a 9,8% do Produto Interno Bruto (PIB) segundo a ABIA e os alimentos processados tiveram um importante peso na balança comercial brasileira, sendo responsável por quase 50% do total dela.

Em resumo, 80,7% do faturamento do setor corresponde ao mercado interno, e 19,3%  às exportações, de acordo com o Relatório Anual da Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (ABIA) 2017.

 

A Importância da Indústria Alimentícia

A Indústria de Alimentos e Bebidas possui 1,6 milhões de empregos diretos, sem dúvida o maior empregador da indústria de transformação.

A produção em escala industrial, não apenas permite reduzir o custo dos alimentos diminuindo perdas e desperdícios; como também usa-se de forma mais eficiente a água, energia e outros insumos.

Ao mesmo tempo que proporciona uma grande oferta de produtos seguros, com qualidade, conveniência e praticidade.

 

As 5 Tendências de Consumo

Conheça as cinco tendências que estão impactando o mercado mundial de alimentos e bebidas neste ano, segundo a Mintel.

Transparência Total

O consumidor está em busca de transparência, informações detalhadas e honestas da procedência, produção e venda dos produtos após um desconfiança generalizada.

Assim, rótulos limpos com informações claras e específicas para todos os consumidores independente da renda, garantem segurança e confiabilidade de alimentos e bebidas.

 

Práticas de Autorrealização

Para driblar a atribulada vida moderna, as pessoas estão priorizando tempo e esforço para si mesmas.

O autocuidado será prioridade na busca por produtos que deverão trazer benefícios nutricionais, e também benefícios físicos e emocionais.

Nesse sentido, os produtos deverão oferecer soluções customizadas e flexíveis com foco na saúde e no bem-estar.

 

Novas Sensações

A textura na formulação, pode proporcionar aos consumidores novas experiências interativas para serem compartilhadas e pode ser a característica que receberá investimentos.

 

Tratamento Preferencial

A tecnologia trouxe uma nova onda de promoções e produtos.

O potencial de economia de tempo e dinheiro, faz com que os consumidores experimentem novos canais para adquirirem produtos como alimento e bebidas.

Por certo a entrega a domicílio e serviços de assinatura com a ajuda da tecnologia elevam a experiência dos consumidores tornando as compras eficientes e acessíveis para os clientes.

 

Feira de Ciências

A tecnologia poderá projetar alimentos e bebidas não apenas preocupados com o meio ambiente, mas também aqueles focados na eficácia e pureza dos ingredientes.

Ela também poderá desfazer a cadeia tradicional de alimentos, solucionando o fornecimento global e limitado.

 

Jenny Zegler, Especialista Global de Alimentos e Bebidas da Mintel, afirma:

“Em 2018, a Mintel prevê oportunidades para fabricantes e varejistas que ajudarão os consumidores a recuperar a confiança em alimentos e bebidas e a aliviar o estresse através de dietas balanceadas e também por experiências memoráveis do que comem ou bebem. Há também um novo grande capítulo a despontar pelo qual a tecnologia irá ajudar as marcas e varejistas a desenvolverem conexões mais personalizadas com compradores, enquanto empresas modernas estão usando projetos científicos para criar uma nova e emocionante geração de alimentos e bebidas sustentáveis”.

 

Oportunidades no Setor de Alimentos e Bebidas

Para investir no mercado de alimentos e bebidas, você deve estar atento às transformações do setor e aos novos padrões de consumo.

Segundo um estudo da FIESP e do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL) há cinco grupos de novos nichos, são eles:

  • Sensorialidade e prazer: produtos gourmet e premium e alimentos sofisticados com preço acessível;
  • Saúde e bem-estar: alimentos funcionais, os produtos para dietas e controle do peso, uma nova geração de produtos naturais, produtos com propriedades cosméticas e produtos orgânicos;
  • Conveniência e praticidade: refeições prontas e semiprontas, alimentos de fácil preparo,destaque para produtos para o preparo em forno de micro-ondas;
  • Confiabilidade e qualidade:  produtos seguros e de qualidade atestada, valorizando a garantia de origem e os selos de qualidade;
  • Sustentabilidade e ética: consumidores preocupados com o meio ambiente e também interessados na possibilidade de contribuir para causas sociais ou auxiliar pequenas comunidades agrícolas por meio da compra de produtos alimentícios.

 

O Mercado de Alimentos e Bebidas movimenta bilhões de reais todos os anos e é uma grande oportunidade para os empreendedores.

Com a retomada de crescimento da economia e a retomada do consumo, investir neste setor pode trazer grandes retornos.

Você pode baixar o estudo da FIESP e ITAL aqui: Brasil Food Trend 2020.

Se você gostou deste artigo, não esqueça de compartilhar com os seus amigos!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *